Tecnologia do Blogger.
RSS

*A FORÇA DO VENTO*


Um vento que sopra, que canta.
Um vento que é forte e arranca
os troncos da esperança,
tentando fazer brotar
as cores que o vento quer.

Um vento que assusta,
que traz medo e angústia.
Um vento como o uivar de um lobo,
que amedronta, mas não destrói
as profundas raízes de um povo herói.

Um vento covarde e inseguro.
Um vento doente, com medo da gente.
Um vento que nos faz tremer,
com medo de a gente crescer.

Um vento que é gritante,
no gesto, é ditador.
Vento que um dia não levantará
nem poeira.
E nossas raízes terão as cores
que o vento terá que aceitar.

"A Cortina do Sol, Fábio Rachid, p.79"


Adoro Sua Visita - Recados Para Orkut

  • Digg
  • Del.icio.us
  • StumbleUpon
  • Reddit
  • RSS

5 poemas:

Deusa Odoyá disse...

Olá Aninha!!!
Que esses ventos lhe tragam muita paz, amor e luz.
Um poema de muita doçura e encantamentos.
Uma semana de muita paz, amor e luz.
Ana, obrigado por sua visita ao meu cantinho.
Beijinhos doces, minha amiga.
Regina Coeli.

Liginha Gabriela disse...

Olá Ana,
passando por aqui mais uma vez,
adorei o post... que esses ventos nos tragam sempre coisas boas.

uma excelente semaninha pla voxê

bjokass querida

;***~

Daniel Savio disse...

Mas o vento tentar te arrancar do chão, aproveitei para voar nele...

Fique com Menina Ana Maria.
Um abraço.

Tetê disse...

Bons ventos esse que te levaram aos meus blogs! Espero que tenha resolvido tudo certinho! É tão bom nos libertarmos de pendências, né? É fechar um ciclo com chave de ouro! Bjks Tetê

Fernando Santos (Chana) disse...

Olá Ana Maria, belo poema sobre a força da Natureza...Espectacular....
Beijos

Ocorreu um erro neste gadget