Tecnologia do Blogger.
RSS

*FUGIDIO*


Sóbrio, embora bocejando,
sob as luzes da madrugada,
vestido esportiva...mente,
zombando da noite especial,
foragido de si mesmo, parte.

Só, nebulosa ... mente,
ébrio, louca...mente,
festeja a lua clara,
amarga a solidão
voluntária...mente.

Segue sem rumo, forte...mente
fogoso, virulento, contemplativo.
Sob o céu estrelado, vaga...mente,
separado de todos, distante.
Fuga, busca do encontro.

Mulheres, homens, jovens,
boêmios, sonhadores, vultos amantes
da madrugada, alheios.
Ele perambula silenciosa...mente.

Vestígios de esconderijo,
na fuga de si mesmo, simples...mente.
Longe solapam as nuvens do espaço,
sapateiam na luz do luar,
sonham no cordel da ilusão.


Nada mais lhe resta na noite,
o pensar vai longe no tempo:
anistia a companheira perdida
finda a aventurosa fuga, sem temores,
volta à realidade, no lar, nova...mente.

"Livro EMOÇÕES POR INTEIRO.
De Luiz Contart, p. 82 e 83"

  • Digg
  • Del.icio.us
  • StumbleUpon
  • Reddit
  • RSS

3 poemas:

águia_livre disse...

Bonito. Gostei muito
.

o que me vier à real gana disse...

Bem (re)vinda, Ana Maria!

Bjs

Daniel Savio disse...

Poesia bonita, mas a noite é bom para mudar os hábitos...

Fique com Deus, menina Ana Maria.
Um abraço.

Ocorreu um erro neste gadget