Tecnologia do Blogger.
RSS

VEJO


Recados e Imagens - Garotas - Orkut




Vejo olhos lacrimejantes,
Vejo pensamentos umedecidos,
Vejo sorrisos preguiçosos,
Vejo carícias fracassadas,
Vejo palestras alastradas.

Vejo perigos fumegantes,
Vejo passos palmilhados,
Vejo o branco encardido,
Vejo os segredos revelados,
Vejo mentes pensativas,
Vejo pessoas descrentes,
Vejo sonhos desfeitos;

Vejo a janela cansada
de abrir pela manhã,
e de fechar-se ao deitar.

*Ana Maria Gonçalves*

  • Digg
  • Del.icio.us
  • StumbleUpon
  • Reddit
  • RSS

7 poemas:

EternaApaixonada disse...

Ana
Lamento saber que está a passar por maus momentos... E torço sinceramente para que logo esteja bem melhor!
Continuo apaixonada por um sonho apenas, amiga. Dói tanto que escrever tem sido um desabafo insistente...
Nem sei se um dia voltarei a ter esse sentimento real...
Receio perder a esperança e abandonar o sonho a qualquer momento... Talvez seja essa a etapa seguinte à constatação da realidade...
Enfim... Viver cada dia como posso...
Beijos

LOURO disse...

Olá Ana Maria, maravilhoso poema, os meus sinceros parabéns...
Um beijo,
Lourenço

Multiolhares disse...

por vezes a vida cansa, mas não podemos deixar de a viver

beijinhos

Myllana disse...

Volte sempre que quiser e sempre visito a Andrea do Flautim também!

:)

Beijo grande.

Andreia do Flautim disse...

E eu vejo que te vou enviar um beijinho!

Viviana disse...

Olá querida Ana Maria,

Parabens pelo seu poema.

Aqui lhe deixo um grande abraço e o desejo de que "a tempestade " passe, e venham tempos de bonança

do coração

Viviana

xistosa - (josé torres) disse...

A vida não nos pode cansar.
Abrir a janela e deixar entrar o sol, para a fechar á noite.
É uma rotina que não nos pode cansar, ao abrir a janela, aproveitamos para espraiar os olhos.
Só se admitem sonhos desfeitos, pois são como os balões, nunca sabemos onde poisam, onde vão, se rebentam ...
Nunca nos podemos prostrar perante a vida!

Ocorreu um erro neste gadget