Tecnologia do Blogger.
RSS

MEU PERCURSO


Levanto às 5hs da manhã, tomo meu café correndo
Enfrento lotações
De pé nos ônibus,
Ouvindo ligações,
Com reclamações para patrões;
Dando explicações
Sobre atraso no trabalho.

Chegando lá ouço sermões, atendo multidões,
Pessoas com palavrões, gente sem compreensão.
E tenho que me sujeitar à punições
De vários chefões,
E ainda sujeito às demissões.

13hs: Pego minha marmita,
Que tem batatinha frita
E meu favorito "zoião", ovo frito.
Como, engulo aflito,
Volto enfrentando atrito
Com o povo em grito.

17hs: Assino ponto, não sei se estou pronto,
Mas lá vou eu um pouco tonto;
Enfrentar a lotação,
Sem espaço para por a mão;
Silêncio; todo mundo caladão,
Mulheres de pé no chão,
Com sandálias na mão.

Braços erguidos,
Desodorantes vencidos,
Olhares entristecidos,
Gases acumulados,
Escovas esquecidas,
Estômagos famintos,
Sacolas pesadas,
Ombros cansados,
Pessoas mal humoradas.

Chegando em casa na rotina do meu lar
Me descanso.
Vejo que por mais humilde que ela seja,
É meu sagrado lugar. Faço as últimas reparações,
Tomo a última refeição,
Faço meus agradecimentos à Deus,
Reflito e faço minhas orações.
Esse é o dia de vários trabalhadores.

  • Digg
  • Del.icio.us
  • StumbleUpon
  • Reddit
  • RSS

2 poemas:

-Isaah disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
-Isaah disse...

Oii fico muito feliz por ter visitado meu blog vou te add bjão tiaaaa

Ocorreu um erro neste gadget