Tecnologia do Blogger.
RSS

*O ABRAÇO*

Pedi-lhe um abraço apertado
Daqueles de se perder o fôlego.
Ela sorriu e estendeu o braço
Para um amplexo forte e sôfrego.

Ao sentir do seu corpo o calor
Estremeci das bases à cabeça.
Nunca sentira num abraço o amor
Tão profundo; espero, não pereça.

Aquele abraço ímpar, amoroso,
Serviu de inspiração mui feliz:
Um soneto ardente, caloroso.

Agora, ouço-a dizendo: - Luiz...
Num arroubo de ternura e desejos,
Com seus lábios repetindo beijos.

(Emoções por Inteiro e imagens do GOOGLE)

  • Digg
  • Del.icio.us
  • StumbleUpon
  • Reddit
  • RSS
Ocorreu um erro neste gadget