Tecnologia do Blogger.
RSS

*PARÓDIA DA CANÇÃO DO EXÍLIO*


(Meu amigo Gonçalves Dias, recebi a sua linda "Canção
do Exílio" e de imediato senti-me na obrigação de
escrever-lhe a "Canção da Realidade":)

Na minha terra acabaram com as palmeiras
E mataram os sabiás
As aves que aí gorjeiam
São mortas quando gorjeiam cá.

Em nosso céu poluído não consigo ver as estrelas
Em nossas várzeas há muitos indivíduos
desabrigados dormindo,
Nossos bosques, hoje não são mais verdes,
há muitas casinhas de madeira,
E pergunto-lhe: onde anda o amor de nossas vidas?

Não permita Deus que volte, meu amigo Dias,
Para que sua morte não seja de desgosto,
E não desfrute de uma grande dívida externa,
Além de uma ditadura civil que não encontrava lá
Não volte, Dias, para não saber do fim das
palmeiras e dos sabiás!

(Mônica Regina Eusébio - aluna, 1988)


*DICA DE HOJE*

MÃE DE PRIMEIRA VIAGEM:

Quem estiver amamentando deve evitar o excesso de
sabonete ao lavar os seios. O produto pode deixar
os mamilos ressecados e rachados. O ideal é
limpá-los com água corrente.

(Revista Contigo)
(As imagens são da internet)

  • Digg
  • Del.icio.us
  • StumbleUpon
  • Reddit
  • RSS

4 poemas:

EternaApaixonada disse...

Sempre muito bom voltar aqui!
Gostei da paródia.
Beijos

Anita disse...

A vida é como um livro deve ser folheada página a página sem se consultar o índice.

Um maravilhoso e iluminado fim de semana.
Muitos beijinhos para ti amiga querida.
Fica bem. Fica com Deus.
Anita (amor fraternal)

FERNANDA & POEMAS disse...

QUERIDA ANA MARIA, QUE MARAVILHOS POEMA E DICA... ABRAÇO-TE COM MUITO CARINHO,
FERNANDINHA

Sonia Schmorantz disse...

Façamos de nossa vida uma extensão da noite de Natal,renascendo continuamente em amor e fraternidade. Natal, noite de alegria, canções, festejos, bonança.
Que seu coração floresça em amor e esperança!

Ocorreu um erro neste gadget