Tecnologia do Blogger.
RSS

QUE AS CRIANÇAS CANTEM LIVRES


Recados e Imagens - Crianças - Orkut




O tempo passa e atravessa as avenidas
e o fruto cresce, pesa, enverga o velho pé
e o vento forte
quebra as telhas e as vidraças
e o livro sábio
deixa em branco o que não é.

Pode não ser essa mulher o que te falta
pode não ser esse calor o que faz mal
pode não ser essa gravata
o que sufoca ou essa falta
de dinheiro que é fatal.

Vê como um fogo brando funde um ferro duro
vê como asfalto é teu jardim
se você crê que há um sol nascente
avermelhando um céu escuro
chamando os homens pro seu tempo de viver.

E que as crianças cantem livres sobre os muros
e ensinem em sonhos o que não pode
amar sem dor e que o passado
abra os presentes pro futuro
que não dormiu e preparou
o amanhecer, amanhecer, amanhecer.

"Taiguara"


LEMBRANÇA DO MUNDO ANTIGO

Clara passeava no jardim com as crianças.
O céu era verde sobre o gramado,
a água era dourada sobre as pontes,
outros elementos eram azuis, róseos,
alaranjados, o guarda civil sorria,
passavam bicicletas,
a menina pisou a relva para pegar um pássaro,
o mundo inteiro, a Alemanha,
a China, tudo era tranquilo em redor de Clara.

As crianças olhavam para o céu:
não era proibido. A boca, o nariz,
os olhos estavam abertos.
Não havia perigo.
Os perigos que Clara temia eram
a gripe, o calor, os insetos.
Clara tinha medo de perder o bonde das 11 horas,
esperava cartas que custavam a chegar,
nem sempre podia usar vestido novo.
Mas passeava no jardim, pela manhã!!!
Havia jardins, havia manhãs naquele tempo!!!

"Carlos Drummond de Andrade"

  • Digg
  • Del.icio.us
  • StumbleUpon
  • Reddit
  • RSS

4 poemas:

Fernando Santos (Chana) disse...

Olá Ana Maria, belos textos sobre as crianças...Espectacular...
Beijos

Anita disse...

Bom dia amiga linda, hoje certamente, tudo dará certo! O teu caminho será suavizado pela brisa, que chegará até ti de mansinho, trazendo com ela o aroma das flores, que darão colorido ao teu dia!

Beijos.
Fica bem. Fica com Deus.
Anita (amor fraternal)

Viviana disse...

Olá querida Ana Maria,

Que belos estes poemas, amiga!

Faz tão bem ao espírito ler isto!

Creio que a poesia é para a alma o mesmo que um chá de camomila, bem quentinho, quando estamos com frio!

Cai tão bem!

Aconchega tanto!

Foi o que aconteceu agora ao ler o seu post.

Amiga,,
tenha um dia maravilhoso

sorria e seja feliz

um beijo
viviana

Andreia do Flautim disse...

Essa imagem é uma ternura!

Ocorreu um erro neste gadget