Tecnologia do Blogger.
RSS

VAZIO COMO UM BOTIJÃO


Muitas vezes complicamos
aquilo que é simples.
Plantamos espinhos no lugar
das rosas. Sentimos fracos, choramos
no lugar de sorrir.
Castigamos
e não passamos carinho.
Somos opostos ao realizar
o que o destino aponta.
Somos aquecidos
pelo calor da labareda da fraternidade
e do sorriso. Sentimos rejeitados,
diferenciados,
desprezados,
vazio como um botijão entornado.
Perturbamos com esse universo;
complicamos, mas também assustamos.
Ficamos como um espantalho.
Será que somos nós nesse caminho,
ou é a retrospectiva da nossa vida!
Sejamos benevolentes
e sorridentes.

***Ana Maria Gonçalves***


T R O M B E T A S:

O som que
vem das falsas
trombetas
pode acordar
gigantes.
Mas não desperta
o maior
dos humildes.


P A L C O:

A humildade
será sempre
o caminho
para as grandes
conquistas.
O egoísmo,
palco de
grandes abismos.

"Do livro: A cortina do Sol, de Fábio Rachid,
ps. 23 e 48".

  • Digg
  • Del.icio.us
  • StumbleUpon
  • Reddit
  • RSS

2 poemas:

Andreia do Flautim disse...

Um abraço para ti!

Lisa disse...

Oiiiiii queridaa Aninha...

Vixi...mais complicada que nem eu acho que não existe ...rsrsrs...

Vim desejar uma linda tarde de sábado e um ótimo domigo cheio de amor pra ti...

Beijossssss...

Ocorreu um erro neste gadget